Novidades de Julho de 2015

As novidades de Julho de 2015 foram as seguintes:

Novidades de Julho de 2015 - reservarecomendada.blogspot.pt

O Novo Monte da Cal

A atual Global Wines é a herdeira da Dão Sul que há uns anos atrás mostrou um fulgor desmedido com uma grande expansão aquém e além fronteiras. Ainda durante a sua fase de crescimento a Dão Sul já não cabia dentro das fronteiras do seu nome e fez-se a Global Wines para alargar o horizontes da empresa. Entretanto o ímpeto de crescimento viu-se refreado e Global Wines atravessou um período algo conturbado com saídas, entradas, compras abortadas e vendas que culminou com uma mudança de estrutura acionista em meados do ano passado. Os efeitos da reestruturação acionista foram fazendo-se sentir e chegam agora aos seus vinhos alentejanos produzidos na Herdade do Monte Cal.

O Novo Monte da Cal - reservarecomendada.blogspot.pt

Divulgação: Sunset Wine Party realiza-se dia 25 de julho no Hotel do Sado

Nota de imprensa


Sunset Wine Party realiza-se dia 25 de julho no Hotel do Sado

Este ano a cidade eleita para receber a Sunset Wine Party da revista Paixão pelo Vinho foi: Setúbal! No dia 25 de julho o pôr-do-sol vai pintar o cenário de fundo para deleite de todos quantos fizerem parte desta grande festa vínica, que também assinala o 9º aniversário desta publicação. Na esplanada do Hotel do Sado, com vistas sobre a cidade, o rio Sado e Troia, vai encontrar o cenário perfeito para juntar os amigos, num verdadeiro brinde à vida.

Divulgação: Sunset Wine Party realiza-se dia 25 de julho no Hotel do Sado - reservarecomendada.blogspot.pt

Eventos de Agosto de 2015

Os eventos agendados para Agosto de 2015 são os seguintes:

Eventos de Agosto de 2015 - reservarecomendada.blogspot.pt

Divulgação: Mouchão 2010: um clássico entre clássicos

Nota de imprensa


Mouchão 2010: um clássico entre clássicos

A Herdade do Mouchão, centenária adega alentejana, apresenta a nova colheita do seu vinho Mouchão, um vinho de culto para apreciadores exigentes. Mouchão 2010 herda o nome do terroir onde é produzido, preservando, colheita após colheita, a elevada qualidade e o perfil clássico do produtor.

Divulgação: Mouchão 2010: um clássico entre clássicos - reservarecomendada.blogspot.pt

Paixão pelo Vinho 62

Por estes dias vão poder encontrar nas bancas a edição 62 da Revista Paixão pelo Vinho. Já tinha tido a oportunidade de colaborar na edição 59 da Paixão pelo Vinho com um artigo na rubrica Blogger's Place. Agora passado cerca de um ano voltei a colaborar com a revista desta vez como membro de um dos painéis de prova que avaliou os vinhos classificados na edição 62 da revista. Esta edição da revista incluirá diversos painéis temáticos como Brancos com Arinto, Espumantes Rosé, Tintos Alentejanos por menos de 10€ e Tintos com mais de 10 anos alguns dos quais provei no painel em que fui integrado. Espero que gostem da revista e em particular dos vinhos de que por lá se fala.

Paixão pelo Vinho 62 - reservarecomendada.blogspot.pt

Divulgação: Feeling Grape . Oporto Wine & Food Atelier é o novo hot spot da Invicta

Nota de imprensa


Feeling Grape . Oporto Wine & Food Atelier é o novo hot spot da Invicta

Inquietos por natureza e com o vinho e todo o seu élan a correr-lhes na veias, eis que chegou a hora dos irmãos Stéphane e Vanessa Ferreira criarem – e apresentarem – o Feeling Grape . Oporto Wine & Food Atelier, o novo hot spot enogastronómico da Invicta. Oficialmente aberto desde sexta-feira, dia 10, tem morada no n.º 892 da Rua da Alegria, em pleno coração do Porto, num edifício remodelado mas que mantém todo o charme da antiga traça de uma das mais icónicas zonas da cidade. Um espaço cujas portas se abrem para acolher todos aqueles que comungam do espírito da dupla por detrás deste projecto: o amor ao vinho, à comida e a ambientes descontraídos.

Divulgação: Feeling Grape . Oporto Wine & Food Atelier é o novo hot spot da Invicta - reservarecomendada.blogspot.pt

O Rei vai com Pouca Roupa

A João Portugal Ramos tem um longo historial de conseguir colocar no mercado vinhos de com uma relação qualidade preço muito boa mantendo uma enorme consistência ao longo dos anos. A apresentação de uma nova gama da João Portugal Ramos gera por isso alguma expectativa. O nome e a imagem desta nova gama não foram revelados antes do evento de apresentação e foi por isso com alguma curiosidade que fui ao Le Jardin que está integrado no espaço Embaixada no Palacete Ribeiro da Cunha junto ao Príncipe Real. A primeiras indicações acerca do nome eram uma sigla: PR. Isso até parecia fazer sentido apontando para uma de duas abordagens: a utilização de uma sigla relacionada com o produtor como marca ou a criação de uma nova marca resultando de uma simplificação do nome da empresa produtora como seria por exemplo Portugal Ramos. O que não estava à espera é que PR fosse a abreviatura de Pouca Roupa, o novo dress code da João Portugal Ramos.

O Rei vai com Pouca Roupa - reservarecomendada.blogspot.pt

Divulgação: Jantar dos Descobrimentos no Delicias de Goa

Nota de imprensa

O restaurante Delicias de Goa promove na quinta-feira, dia 30 de Julho, às 20h00, um jantar especial dedicado aos Descobrimentos.

Para o efeito, serve dois pratos únicos e que não estão no menu do restaurante: Apa de Camarão à Goesa e Espetada de Leitão à Damão.

Divulgação: Jantar dos Descobrimentos no Delicias de Goa - reservarecomendada.blogspot.pt

A Apa é uma iguaria que apenas era servida em situações específicas e advém da bôla que foi adaptada quando os portugueses se instalaram na Índia.

A espetada era um prato usual na Goa portuguesa onde o segredo residia na forma como se temperava o leitão e o tratamento a que ele era sujeito sobre o lume.

O Jantar dos Descobrimentos é o primeiro de outros que se seguirão e que visa homenagear a culinária indo-portuguesa e as influências portuguesas na Índia.

Com entradas, os dois pratos, doce, vinho e café, o manjar orça em 25 euros por pessoa e carece de reserva até ao dia 28 de Julho.


Situado na Rua Conde Redondo, o Delicias de Goa fica junto à sede da Policia Judiciária, e distingue-se bem da comida indiana, oferecendo iguarias genuínas do antigo território português, misturando os aromas luso e indiano.

Restaurante Delicias de Goa
Rua Conde Redondo, 2-D Lisboa
Novo contacto: Telem 96 149 15 21
Almoços: 12H00 – 15H30 Jantares: 19H30 – 22H30
Encerra Domingo ao Jantar e Segunda-Feira todo o dia
Lugares: 54
Levar Crianças: Sim

Este é um artigo de divulgação cujo conteúdo é da inteira responsabilidade do produtor ou promotor do produto ou serviço divulgado. O blogue Reserva Recomendada divulga esta nota de imprensa na convicção de que poderá ser útil aos seus leitores embora o seu conteúdo possa não corresponder à opinião e linha editorial do autor deste blogue.

O que Faço Hoje Para Jantar? - www.wook.pt

Divulgação: Polvo da Pedra à Esposende identifica gastronomia do concelho

Nota de imprensa

O Município de Esposende apresentou o Prato Identitário de Esposende Polvo da Pedra à Esposende. A apresentação esteve a cargo do Chefe Marco Gomes e do Enófilo José Silva, que conhecem bem a gastronomia do concelho pela participação como júri em várias edições do concurso gastronómico Março com Sabores do Mar, e que integraram o grupo de trabalho constituído pelo Município para a escolha do prato identificativo da gastronomia de Esposende.

Divulgação: Polvo da Pedra à Esposende identifica gastronomia do concelho - reservarecomendada.blogspot.pt

O Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, considera que para sermos os melhores temos de criar fatores diferenciadores e marcantes. Demos hoje mais um passo para construirmos essa diferença. A criação de um prato identitário de Esposende foi algo que idealizamos e concretizamos. Estou certo do sucesso do prato que hoje foi apresentado, quer pela endogeneidade dos produtos utilizados na sua confeção, quer pelo contributo de toda a equipa que esteve na base deste projeto, nomeadamente os restaurantes, as escolas e a comunidade piscatória do concelho, representada pela Associação dos Profissionais de Pesca do Concelho de Esposende.

O edil Esposendense realçou ainda que o prato será um fator promotor da gastronomia, do turismo e consequentemente da economia local, realçando ainda a componente artesanal e da criatividade local na apresentação, daí a utilização da esteira de junco que suporta a taça, decorada com a ilustração de uma artista do concelho, Joana de Rosa.

O chefe Marco Gomes realçou o facto de Esposende se caracterizar por ter uma gastronomia única, tendo à sua disposição produtos de excelência do mar, e do campo, que tornaram o trabalho mais facilitado e explicou a forma como deve ser confecionado e os ingredientes utilizados.

Já o enófilo José Silva apontou como sucesso do projeto os contributos das unidades de restauração do concelho e esclareceu que a escolha do polvo se deveu ao facto de fazer parte da tradição gastronómica portuguesa e de ser um produto fácil de adquirir durante todo o ano.

De referir que a maioria dos restaurantes do concelho oferece pratos de confeção tradicional, utilizando o polvo da pedra. Podemos apreciar, ao longo de toda a costa, uma linha de rochedos, batidos pelo nosso mar forte, ricos em lapas, percebas, camarão e caranguejos, todos eles apreciados pelo polvo, que deles se alimenta. Daí a denominação de polvo da pedra.

Tendo por base uma caldeirada com a utilização da batata, pimento, cenoura, tomate, grelos e outros hortícolas locais, o Polvo da Pedra, a partir de hoje, passará a representar Esposende em termos gastronómicos e a cativar a curiosidade dos visitantes e turistas.

Este prato foi apresentado no Restaurante Quinta da Barca, na Barca do Lago, em Gemeses, seguida de almoço de degustação, com a presença de autarcas locais e de personalidades da área da gastronomia e vinhos.

A partir de agora será possível encontrar e apreciar o mesmo nos 16 restaurantes aderentes.

Este é um artigo de divulgação cujo conteúdo é da inteira responsabilidade do produtor ou promotor do produto ou serviço divulgado. O blogue Reserva Recomendada divulga esta nota de imprensa na convicção de que poderá ser útil aos seus leitores embora o seu conteúdo possa não corresponder à opinião e linha editorial do autor deste blogue.

Receitas de Gelados - www.wook.pt

Páginas mais Populares em Junho de 2015

Os artigos mais populares no mês de Junho de 2015 foram:

Páginas mais Populares em Junho de 2015 - reservarecomendada.blogspot.pt

Divulgação: Chef Rodrigo Castelo com novo projecto no Mercado de Algés

Nota de imprensa


Chef Rodrigo Castelo com novo projecto no Mercado de Algés

Em Roma sê romano. Este poderia ser o mote do novo projecto gastronómico do chef Rodrigo Castelo: o Peixe Ó Balcão, que abre esta quarta-feira, dia 08, no renovado Mercado de Algés, em Oeiras. O Peixe Ó Balcão vai ser um espaço privilegiado para comer bom peixe (e também marisco) – que local melhor do que um mercado para o fazer? – perto da capital e sob a batuta de um chef que tem vindo a afirmar-se como uma das novas caras da gastronomia de tendência tradicional a ter em conta.

Divulgação: Peixe Ó Balcão: chef Rodrigo Castelo com novo projecto no Mercado de Algés - reservarecomendada.blogspot.pt

A ementa do Peixe Ó Balcão constrói-se em torno de sopas, saladas, petiscos e pratos principais, que, como não poderia deixar de ser, celebram o peixe nacional, e que, tal como acontece no seu restaurante de Santarém, partem da ideia de uma cozinha de inspiração tradicional e sazonal. Além das sopas de peixe e fria de marisco, e das Salada de Polvo e Punheta de Bacalhau, o menu desta nova casa do chef Rodrigo Castelo inclui petiscos como a Torrada de Mexilhão, os Mini Cones de Marisco e o Picadinho de Fataça com Puré de Batada-doce Roxa. Nos pratos principais, que são sete, destaque para o Arroz de Lingueirão (um ex-libris da sua casa mãe, só ultrapassado pelo Hambúrguer Black Angus no Caco), a Caldeirada de Peixe, o Ensopado de Enguias e as Línguas de Bacalhau com Puré de Ervilhas.

Tal como acontece no Taberna Ó Balcão, que o chef Rodrigo Castelo abriu em Outubro de 2013, em Santarém, de onde é natural, o Peixe Ó Balcão vai dar a provar o melhor da gastronomia tradicional portuguesa rodeado de uma atmosfera descontraída. O Peixe Ó Balcão está integrado na zona de restauração do Mercado de Algés – que conta ainda com duas esplanadas e uma área de lounge; 500 lugares sentados no total – que, à semelhança dos mercados da Ribeira, no Cais do Sodré, e de Campo de Ourique, está agora renovado e pronto a acolher visitantes de toda a região a uma casa emblemática com mais de cinco décadas de história.


Com os pés assentes na Terra, mas a emoção a correr-lhes nas veias, Rodrigo Castelo vai, através deste espaço temporário (seis meses), sentir o pulsar de um conceito e de uma região novas para si. O sonho é abrir um restaurante na capital. O primeiro passo nesse sentido acontece entre 15 e 27 de Setembro, com a presença do chef Rodrigo Castelo com o Taberna Ó Balcão no restaurante Terraço – no hotel Tivoli Lisboa – no âmbito do projecto Portugal de Norte a Sul, assessorado por Fátima Moura, que o convidou.

Mercado de Algés . Peixe Ó Balcão
Morada: Rua Luís de Camões, 1495-081 Algés . Oeiras
Horário: Domingo a Quinta-feira . 10h00 às 23h00 :: Sexta, Sábados e vésperas de feriados . 10h00 às 01h00

Sobre o Mercado de Algés:
Construído nos anos 50, o Mercado de Algés ocupa um quarteirão na baixa da freguesia. Foi alvo de reabilitação a fim de se tornar num espaço gourmet de comida tradicional e contemporânea, sob a gerência da Naipe D’Emoções, que está empenhada em dinamizar este que é um espaço de passado e futuro. O propósito foi manter os traços tradicionais que o caracterizam, mas oferecer uma alternativa moderna, inovadora e saudável para degustar diversos e saborosos pratos da gastronomia portuguesa. Com capacidade para 500 pessoas sentadas, esplanada com e sem cobertura, serviço de bebidas à mesa, o Mercado de Algés promete ser um local moderno, acolhedor, dinâmico, atractivo e multifuncional. Mais do que um simples espaço comercial ou uma tendência, está pensado para ser um local onde os clientes poderão passear, tomar uma refeição, petiscar ou conviver com a família e amigos, desfrutando dos eventos culturais, musicais ou temáticos que o renovado espaço vai receber.


Taberna Ó Balcão arrecada Prémio Revelação

O restaurante Taberna Ó Balcão – do chef Rodrigo Castelo – foi uma das grandes surpresas da Gala dos Vinhos do Tejo ao arrecadar o Prémio Revelação do Tejo Gourmet - 5.º Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo, pela primeira vez com âmbito nacional. Decorreu em Março no Convento de S. Francisco em Santarém, a cerimónia onde foram anunciados e entregues os prémios do VI Concurso de Vinhos Engarrafados do Tejo e do Tejo Gourmet.


A iniciativa Tejo Gourmet é promovida anualmente pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo e tem como objectivo promover os vinhos do Tejo e a sua harmonização com a gastronomia, regional ou contemporânea. A distinção atribuída ao scalabitano Taberna Ó Balcão – um lugar de culto gastronómico que nasceu para surpreender os comensais da cidade, mas também todos aqueles que se queiram deliciar com as iguarias criadas por Rodrigo Castelo – acontece apenas quando o júri considera, de forma unânime, que um dos restaurantes se destaca dos outros pela sua originalidade e qualidade.

É com enorme orgulho e honra que vejo o meu trabalho reconhecido a este nível e em tão pouco tempo. O Taberna Ó Balcão é um projecto de vida..., é um sonho tornado realidade. Cozinho com paixão e sentimento, inovando o que é tradicional. Depois do produto gastronómico – que tem que ser de imensa qualidade –, o vinho é também um dos protagonistas do meu restaurante, ou não fosse esta uma “taberna” em plena região vitivinícola (do Tejo)., afirma Rodrigo Castelo.

Para a organização do concurso Tejo Gourmet, o Taberna Ó Balcão corre o risco de ser tornar ponto obrigatório para todos os que não dispensam o verdadeiro petisco, o bom convívio e o ambiente informal nas suas investidas gastronómicas. Criatividade a toda a prova, produto de qualidade irrepreensível e o ressurgimento de receituário da grande tradição é o que se percebe logo numa primeira visita. Depois é todo um desenrolar de texturas, sabores e emoções. Pode literalmente dizer-se que é a reinvenção em modo maior da casa de pasto de antigamente, em toada moderna. Boa e ajustada oferta de vinhos. Quem diria que Santarém iria ter uma casa assim?.

Tejo Gourmet - 5.º Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo
Ementa Taberna Ó Balcão
Entrada :: Fataça de escabeche com berbigão do rio
Vinho :: Encosta do Sobral Reserva branco
Prato :: Rabo de boi com cebola confitada e puré de favas e hortelã
Vinho :: Encosta do Sobral Reserva tinto
Sobremesa :: Gelado Campestre (de melão com compota de pimentos assados e nogat de pevides)
Vinho :: Lagoalva Colheita Tardia branco

Taberna Ó Balcão
Morada: Rua Pedro de Santarém, 73, 2000-223 Santarém
Telefone: 243 055 883
E-mail: castelo.rodrigo@gmail.com
Horário: Segunda-feira a Quinta-feira -12h00 às 23h00 | Sábado - 12h00 às 00h00 | Encerra ao Domingo


Sobre o Chef Rodrigo Castelo:
Nascido em Santarém, em 1980, desde cedo desenvolveu o gosto pela cozinha, influenciado pelo pai. Após a chegado ao fim de uma etapa profissional na indústria farmacêutica, decidiu inverter o rumo da sua carreira, concretizando um sonho antigo, e em Outubro de 2013 inaugurou o Taberna Ó Balcão, em Santarém. O respeito pelos produtos do Ribatejo é algo que sempre fez parte da sua forma de estar na vida e na cozinha – mesmo quando se limitava a fazer petiscadas para os amigos. Por instinto e curiosidade, desenvolveu um repertório consistente de inspiração tradicional e regional que, aliado ao investimento no capítulo da formação e à sua vontade de se superar, lhe permite hoje estabelecer-se como um dos mais promissores cozinheiros nacionais.

Este é um artigo de divulgação cujo conteúdo é da inteira responsabilidade do produtor ou promotor do produto ou serviço divulgado. O blogue Reserva Recomendada divulga esta nota de imprensa na convicção de que poderá ser útil aos seus leitores embora o seu conteúdo possa não corresponder à opinião e linha editorial do autor deste blogue.

Alimentação Ideal Para Grávidas - www.wook.pt

Última Assinatura

Já deve ter lido por aí que o Assinatura serviu a sua última refeição na passada 3ª feira. Só não passei por lá nesta última fase sob o comando de João Pereira, passei por lá com todos os outros chefs. Com o Henrique Mouro passei por lá três vezes, duas em Restaurant Weeks e uma para um menu de cogumelos. A Assinatura era do Henrique e a sua saída acabou por ser um prenúncio deste fim. Hoje é fácil dizer isto mas logo na altura a transição parecia difícil e que se calhar um novo nome e/ou uma nova imagem teria sido uma boa ideia. O espaço estava muito marcado e feito à imagem do Henrique Mouro e era quase impossível não ver o espaço como o restaurante do Henrique Mouro.

Última Assinatura - reservarecomendada.blogspot.pt

Mas o facto de o novo chef ser o João Sá levou-me a pensar que não havia nada a temer. A realidade não se revelou assim tão simples e João teve algumas dificuldades em adaptar-se ao espaço e parece ter havido ali uma falta de sintonia com a equipa. Tudo isto acabou por ditar a sua saída passados cerca de 6 meses. Passei por lá num almoço de apresentação dos vinhos Foz Torto e achei que havia por ali ideias muito interessantes mas parecia também existirem alguns problemas na concretização destas ideias. Tive alguma pena da saída do João pois penso que poderia mostrar mais. Ficaram a ganhar os alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa que passaram a contar com o João em exclusividade.


Com a saída do João Sá foi a vez de Vitor Areias comandar o Assinatura durante cerca de 1 ano. O Vitor Areias já era sub-chefe do João Sá e talvez também por isso a adaptação pareceu bem mais fácil tendo tido uma boa recepção ao seu trabalho logo desde que tomou conta da cozinha. Eu confesso que na altura desconfiei um pouco, tal era o entusiasmo. Mas consistentemente as noticias que vinham dali eram boas e no inicio do ano fui lá almoçar com a Ana pelo meu aniversário. No geral achei que havia ali muito respeito pelos ingredientes e pelo pontos de cozedura, uma cozinha cheia de sabor com algumas referencias a produtos nobres da nossa tradição gastronómica.


Como pontos de melhoria encontrei aquilo que até é habitual em chefs mais jovens e às vezes menos jovens: no desejo de mostrar, por vezes acrescenta-se componentes aos pratos que acabam por acrescentar pouco e insistir em certos componentes que nem sempre fazem sentido ou que são de difícil abordagem. Só para dar um exemplo, se o salmonete estava perfeito, as algas que o acompanhava eram um pouco difíceis de abordar devido a serem quase impossíveis de cortar. Mas no geral o nível foi bastante alto e é com pena que se assiste ao fim desta associação e deste espaço. Ficarei com atenção aos novos projetos do Vítor Areias. Por agora deixo ficar aqui os instantâneos desta última assinatura e um queixume final.


Este verão parece vir ter muitas semelhanças com o que ocorreu em 2013 com vários fechos, saídas e entradas. Eu vejo sempre com algum cepticismo estas danças de cadeiras pois uma das razões que me parecem levar a alguma falta reconhecimento dos nossos restaurantes no estrangeiro e nos guias internacionais é a curta duração dos projectos que quando estão a começar a atingir a maioridade terminam ou vêem as equipas e os conceitos substancialmente alterados. Se por um lado parece haver uma constante procura da novidade que possa atrair mais público a novas experiências por outro os profissionais da área parecem estar sempre à procura do novo projeto onde duma vez por todas vão conseguir afirmar a sua criatividade.


Um estrangeiro que tenha visitado Lisboa à 3 ou 4 anos e olhe para os restaurantes de topo em Lisboa encontrará poucas semelhanças com a atualidade. Olhando para os 10+ da Mesa Marcada em 2011 (Restaurantes e Chefs) dos restaurantes de Lisboa dessas listas os únicos que se mantêm abertos com o mesmo chef são o 100 Maneiras, a Tasca da Esquina e o Cantinho do Avillez. Além disso lembro-me do Eleven... Mesmo que os inspetores Michelin nos quisessem dar mais estrelas em Lisboa convenhamos que com esta instabilidade é difícil justificá-las...


Ervas Aromáticas na Cozinha - www.wook.pt

Divulgação: Tasca da Esquina volta a ser eleito O Melhor Restaurante Português no Brasil

Nota de imprensa


Tasca da Esquina volta a ser eleito O Melhor Restaurante Português no Brasil

A Tasca da Esquina foi eleita o O Melhor Restaurante português de São Paulo pelo jornal Folha de São Paulo, Brasil. Esta é a quarta distinção do género, naquele país, conseguindo assim uma imagem reforçada e inequívoca quanto ao carácter português da sua cozinha. Os pratos destacam-se, surpreendendo o jornal pela capacidade de apresentar diversidade e paladares portugueses que vão além do bacalhau.

Divulgação: Tasca da Esquina volta a ser eleito O Melhor Restaurante Português no Brasil - reservarecomendada.blogspot.pt

É com grande orgulho que Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana veem a Tasca Da Esquina, em São Paulo, ser eleito como o Melhor Restaurante português da cidade, pela quarta vez, em meios tão reconhecidos na área gastronómica do Brasil. Depois do reconhecimento conseguido pela revista Veja, no final de 2014, tanto na votação de experts como do público final, somou-se ao mesmo título pela revista Prazeres da Mesa e agora, esta eleição que reforça o trabalho contínuo da equipa de internacionalização do conceito da portugalidade numa tasca moderna, criado há seis anos, em Lisboa.

No artigo que premeia a Tasca da Esquina fica claro que a influência lusa é facilmente sentida, e uma das características tão próprias do espaço: É possível (…) observar os bastidores de uma casa que mostra as raízes mais profundas de Portugal.

A Tasca da Esquina de São Paulo é um projeto adaptado especialmente para a cidade, e surge como mais uma aposta da equipa de Vítor Sobral de modo a elevar e difundir a gastronomia portuguesa, conseguindo cada vez mais a aceitação e reconhecimento da nossa cozinha e dos nossos sabores pelo mundo fora.


A Tasca da Esquina de São Paulo apresenta um conceito diferente, mostra as várias receitas que podem ser feitas com os mesmos produtos mas com pontos de vistas surpreendentes. Isto é o que eu posso e sei fazer pelo meu pais explica o Chef Vítor Sobral.

O Melhor Restaurante português em São Paulo é um prémio que, mais uma vez, demonstra a notoriedade da cultura gastronómica portuguesa e as suas potencialidades. Uma dupla conquista de Portugal naquela cidade que honra o esforço e dedicação da equipa da Tasca da Esquina e se torna mais uma motivação para continuar o ótimo trabalho até agora desenvolvido.

Ronda o lugar o português de Portugal, que dá mais autenticidade à refeição, orquestrada por um dos chefs mais reconhecidos de lá, Vítor Sobral, e seus sócios, de mesma origem in Folha de São Paulo.


Tasca da Esquina celebrou 6º aniversário

No passado dia 13 de Junho, a Tasca da Esquina celebrou o seu 6º Aniversário. E como um ano não é apenas mais um ano, Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana assinalaram o dia em que transformaram o conceito de tasca numa epidemia!

De portas abertas desde 2009, este não é apenas mais um espaço onde se pode saborear Portugal. A Tasca da Esquina tornou-se uma referência na gastronomia portuguesa. Um espaço nascido pelas mãos de três chefs de renome que decidiram criar uma tasca moderna. A loucura virou epidemia e hoje a tasca é moda, não só em Portugal como além-fronteiras.

Se recuarmos no tempo, foi em Junho de 2014 que a Tasca da Esquina chegou ao Brasil tendo alcançado no final do ano o prémio de Melhor Restaurante Português, o mais prestigiado prémio anual de S. Paulo. Também o Kitanda da Esquina, a tasca de Luanda, foi premiado como O Melhor Restaurante novo de 2014.

Mas nem só os espaços têm alcançado distinções. Este ano Vítor Sobral conquistou o título de Especialista Honoris Causa e foi homenageado no Congresso de Cozinheiros, pelos serviços prestados ao desenvolvimento da culinária profissional e à gastronomia de Portugal. Já Hugo Nascimento foi um dos 4 nomeados para Chefe do Ano em 2014 pela revista WINE. A última conquista alcançada, foi no passado mês de Maio, com a nomeação nos Prémios Marketeer na categoria Restauração, através do Grupo Vitor Sobral.

Vítor Sobral aproveitou o momento deste aniversário para recordar os sucessos alcançados ao longo destes seis anos. Da internacionalização à conquista de prémios, o último ano está repleto de acontecimentos que merecem celebração! A Tasca da Esquina é um conceito gastronómico que tem marcado a atualidade e, com a ajuda das equipas fantásticas que temos em cada espaço, acreditamos que temos ainda muito trabalho pela frente para continuar a surpreender os nossos clientes nos três continentes em que marcamos presença.

Estes são os principais marcos que fazem parte da história da Tasca da Esquina e motivos mais que suficientes para assinalar este aniversário. A Tasca da Esquina apenas promete continuar a surpreender com muitas novidades nos próximos tempos, mantendo o convite…. Fique nas mãos do Chef!

Hugo Nascimento afirma que Este foi um ano muito especial para todos nós e que, definitivamente, marcou a minha carreira. Se há 18 anos me dissessem que hoje teríamos 6 restaurantes em 3 continentes, ria-me. Vamos continuar a dar o nosso melhor para as nossas estrelas, os clientes. Vejo o futuro com muita irreverência criativa.​

Este é um artigo de divulgação cujo conteúdo é da inteira responsabilidade do produtor ou promotor do produto ou serviço divulgado. O blogue Reserva Recomendada divulga esta nota de imprensa na convicção de que poderá ser útil aos seus leitores embora o seu conteúdo possa não corresponder à opinião e linha editorial do autor deste blogue.

Cozinhar Sem Gastar - www.wook.pt